Shavuot



Caminhamos para uma das festas mais importantes do nosso calendário, Shavuot, a festa das semanas, ou também conhecida, como a festa da Colheita. Shavuot encerra a contagem de Omer, ela é nosso 50º Portal. Ela é conhecida como a festa da Colheita, a Festa das Semanas e Zman Matan Torá onde entramos no 50° portal, aqui nos abrimos para receber uma Luz, a Luz da Torá (Pentateuco). ​ Na tradição Há mais de 3300 anos o povo hebreu encontrava-se com D’us. 50 dias após deixar a escravidão e a vida no Egito, o povo recebe de D’us sua maior obra, a Torá, através de Moises que também traz as tábuas dos mandamentos, das conexões mais simples e diretas (10 mandamentos). Neste momento descobre-se o caminho da liberdade que leva-os para a terra do Leite e do Mel, a terra prometida! Shavuot é uma porta que representa um casamento entre o céu e a terra, entre mundos diferentes. Através dela ganhamos a identidade e o objetivo – chegar na Terra Prometida. Agora, já prontos, podemos receber mais conhecimento e ter mais consciência das coisas de nossa vida, mas isto esta diretamente ligado ao recebimento das Leis. ​ E que leis são estas? É interessante pensarmos por que necessitamos de leis? A lei é o que chamamos de resistência na Cabala, através delas evitamos viver um "curto circuito". Receber e não merecer...voltando para a escuridão. Segundo o Zohar sem estas leis a humanidade teria deixado de existir. A Torá passa para o mundo sua essência, que é pura luz, Expressão máxima de D'us. ​ "Os cabalistas explicam que existem duas fontes espirituais principais, que se chamam Sagrado bendito seja Ele (KadoshBaruch Hu), e sua contraparte feminina, a Shechinah.” Quando fazemos ações espirituais positivas elas ficam unidas, e essa união atrai Luz dos mundos superiores, que flui então para nós. "Neste dia de Shavuot ocorre este casamento entre o Sagrado e sua Shechinah, entre o Esposo e Esposa.” Mais informações sobre as conexões e seus rituais na Escola .

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

SHABAT

PURIM