Cabala do Amor


É hora de vivermos um momento de silencio, para que as revelações possam acontecer.

Revelar a ação que nos falta, num mundo em que as pessoas só pensam em obter dinheiro e mais dinheiro. Vantagens e mais vantagens. Estamos alimentando somente nossa alma animal (nefesh) e deixando um rombo de lado, nosso coração clama por amor.

O amor é tudo, o amor é o TODO. É o que faz e fez estarmos aqui...o Amor de D'us.

No desejo de contemplar seu rosto, D'us dá-se (reparte), cria a sua contraparte - o universo, e dentro deste coloca partes de si mesmo.

Qual seria a nossa tarefa senão achar estas partes?

Esta é a busca da Cabala...o que chamamos de TIKUN. E nada mais é do que o encontro do amor.

A palavra amor ..ARRAVAH em hebraico (1,5,2,5 = 13), tem a mesma guematria (numerologia) que a palavra ECHAD (diz-se errad) (1,8,4 = 13), que significa um em hebraico.

AMOR = UM

O AMOR É A UNIDADE, E A UNIDADE É D'US.

O amor é um justo equilíbrio da aspiração (inspiração), com ele realizamos, criamos, descobrimos horizontes, nos descobrimos...através do outro.

Descobrimos e revelamos a complementaridade dos opostos, percebemos os desejos (dar e receber). Descobrimos a harmonia e o ritmo que devemos empregar. O amor é o numero 7, o AMOR É O SHABAT (7° DIA).

7 No hebraico é Sheva/Shiva = Shavua (semana), Shabat(sabado).

"NAO HÁ AMOR, HÁ QUE QUERER SER AMADO"

Todo amor é um processo, é um verbo, como D'us. É dinâmico, vive entre a separação e a união, e nesta reação, de expansão e contração evoluímos. Chegamos a estados de êxtase, divinos, onde nos sentimos completos. São elevações de uma alma ligada a nefesh (alma animal) que chega a experimentar a alma divina (Neshama).

O amor é uma busca por uma parte que um dia tivemos e que devido a divisão/separação...estamos sentindo falta...

Ao experimenta-lo começamos a vivenciar outras dimensões de nossa vida, começamos a perceber que a vida tem outras realidades.

“Todo o amor que depende de alguma coisa desaparece, se essa coisa desaparece. Mas o amor que não depende de alguma coisa, não desaparece jamais" (Avot 5:16)

A sabedoria Judaica diz que através do amor temos a verdadeira noção da existência e daí passamos a construir a idéia de imagem e semelhança ao criador. Rompemos com ele a dimensão da matéria e racionalidade, atraímos um outro estado de consciência , por com o amor não existe tempo, espaço.

Quando estamos envolvidos em um mundo de escravidão (Egito), não conseguimos nem ver que estamos escravos....do dinheiro, dos orgulhos, da ganância, do ódio, dos sentimentos de colocar sempre os outros como sendo responsáveis pelo que nos acontece, mas nunca, aqui percebemos que existe dentro de nós uma força negativa!

Desejamos amor, mas o amor não vem. Presos em cascas, dificuldades, prisioneiros da infância, resolvemos completar o desejo de amor com objetos,, com sexo, com relações pequenas.

É preciso vibrar no amor para ter o amor. Para vibrar o amor é preciso tocar o coração, sua sacralidade. No centro de cada pessoa, o coração é a própria criação do universo, segundo a Cabala.

O coração é o templo do desejo de receber para compartilhar, é a troca dinâmica que mantêm a vida.

Quando falamos que uma pessoa esta com seu coração fechado é por que está envolvida pela energia do desejo de querer para si.

Conexões com a Torá, Salmos, orações e códigos (72 Nomes de D´us) ajudam a abrir o coração para ele possa dar-se, abrir o coração para que outra pessoa possa existir.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
SOBRE NÓS

Kabbalah é uma linha filosófica espiritual que irá transformar completamente a sua vida.

LOCALIZAÇÃO

51 3388-7799 | 51 99979.4345

Porto Alegre RS

contato@escoladekabbalah.com 

CONECTE-SE