A Mulher na Kabbalah


A mulher na Kabbalah

Para a Kabbalah a presença Divina está inserida diretamente na mulher, por isto, percebemos que nós possuímos uma espiritualidade inata!

Dentro da estrutura da Árvore da vida,( um esquema de expressão divina referente a criação do universo) encontramos os aspectos femininos, principalmente na expressão superior de Biná e em Malchut ( Reino físico – o mundo da ação). É aqui que a realeza mora, a Shechiná ( aspecto feminino de D´us).

É nesta dimensão que as bênçãos Divinas passam pela transformação da revelação ou são guardadas na escuridão. Tudo depende da energia do feminino em apegar-se ou revelar a luz, compartilhar.

A mulher, correspondendo a morada da Shechiná e buscando estar em unidade em todos os seus mundos, tem a capacidade de trazer a abundância para este mundo.

Os mundos são: Mundo da emanação (Divino), criação (espiritual), formação ( psíquico) e físico (corpo). Em cada um destes mundos existe uma vasilha feminina, chamada de Malchut, que recebe de cima, gera e compartilha para um outro mundo.

A transmissão e o canal das bênçãos quem faz é o home, o masculino, que representa o Yud (10) da palavra YSH (Homem) e a mulher (YSHAH), possui o segredo na letra Heh (5), que representa o mundo físico (Malchuth).

A Letra Yud carrega a semente, a criação, o impulso, enquanto que a letra Heh é pura vasilha, fértil e com o potencial de realização. Como D'us Disse a Abraão, “Sarai, sua esposa, não mais será chamada de Sarai, pois Sara é o nome dela.” (D'us acrescentou 'Heh' ao nome dela para fazê-la fértil) “E eu a abençoarei e lhe darei um filho.” (Gênesis 17, 16) Este é o motivo de um homem aprender a Torá diariamente e aprender todas as partes dela, pois ele é o “Yud” espiritual, enquanto uma mulher precisa aprender os aspectos práticos da lei espiritual e o desenvolvimento de caráter para saber o que fazer e como conduzir a si mesma, assim como, compartilhar – ensinando aos outros e aos seus filhos.

Outro segredo interessante é que a vida para a sua continuidade necessita da juncai do YUD com o HEH , formando um dos nomes de D´us YAH (YUD+HEH), que possuem o valor 15, um numero de união e fertilidade, assim como o dia 15 do mês, no calendário judaico/cabalístico – o dia 15 é o dia de maior luz, o dia da Lua Cheia, e no mês de AV, o dia do AMOR.


189 visualizações
SOBRE NÓS

Kabbalah é uma linha filosófica espiritual que irá transformar completamente a sua vida.

LOCALIZAÇÃO

51 3388-7799 | 51 99979.4345

Porto Alegre RS

contato@escoladekabbalah.com 

CONECTE-SE