La Casa de Papel


LA CASA DE PAPEL

Um olhar cabalístico vai muito além do que se pode escrever, quanto mais olhamos, percebemos e principalmente sentimos, mais e mais informações vamos acessando. Aos poucos vamos adentrando em uma série de sentidos e significados. Uma rede que se constrói, o que torna esta série Única e envolvente, mas vou começar por olhar o coração-cérebro desta trama.... O Mocinho-bandido.

O Mocinho bandido Professor, da série, é como um super herói, movido pelos sentimentos da sua Fundação (Yesod), a lembrança e desejo do pai, morto em um assalto. Um pai assaltante e herói, para o seu filho. É como uma vingança, querer realizar o sonho do pai, mas sem ser ele. Da fundação ele sobe para o centro d o equilíbrio de Tifereth, mostrando ter controle da situação e de suas emoções, indo até Daath, onde penetra nos mistérios do dia de amanhã, profetizando todas as situações, o que o coloca num outro tempo, tornando-o quase invisível perante as pessoas.

A mente banhada por chockmah (sabedoria) e organizada por biná (entendimento), cria gênios que desenvolvem o que chamamos de visão profética. A capacidade de ver, perceber todas as possibilidades que se desenham em sua frente.

Assim é o Professor da Casa de Papel, um ser humano do mundo da mente. Aquilo que na astrologia chamamos de mente uraniana. Poderiamos dizer que ele faz um Yshuv haDaat ( subida ao conhecimento intimo), não no sentido de auto conhecimento, mas no sentido de conhecer profundamente cada situação e ação. É uma mente que deriva da Direção defensiva, percebe cada movimento futuro que as pessoas fazem.

Esta mente está conectada com a realidade da criação, em processo criativo o tempo todo, ela não se intoxica com a respiração de um único ritmo, mas lhe traz a capacidade de ler a respiração dos outros, com isto as suas reações.

A surpresa chega quando alguém respira diferente.

Yishuv HaDaat nos convida a pensar com calma e para isto é preciso concentração, e concentração só surge quando se está em unidade da vontade, pensamento e ação. Ele não se dispersa, mas é eficiente, crêe em seu objetivo e trabalha por ele.

Como todos os heróis, nos convidam para entrar em suas casas: um lugar escuro e úmido, nas profundezas escorpianas, lembrando a gruta de Batmam, onde uma personalidade amarrada em suas neuroses e dificuldades de relacionamento, ele é um alquimista, quase frustrado, fazendo Cidra, mas quando retira a roupa comum e veste sua Persona de Professor Pardal, ganha uma energia de expansão, andando os pratos da balança de guevura ( contração) à chessed ( expansão), que ele traz para a expressão do dia dia, transformando a “caverna do Batman” de uma garagem onde faz a cidra para o laboratório de Dexler.

Talvez a casa do papel seja tão interessante opor que nos remete a muitos personagens, talvez por que gostaríamos de assaltar a casa do papel, para produzir o dinheiro que necessitamos, sem marcar alguém diretamente com um roubo...Talvez as cores do macacão e a máscara de Dali nos convide pela porta dos instintos a ficarmos presos na tela da TV.


138 visualizações
SOBRE NÓS

Kabbalah é uma linha filosófica espiritual que irá transformar completamente a sua vida.

LOCALIZAÇÃO

51 3388-7799 | 51 99979.4345

Porto Alegre RS

contato@escoladekabbalah.com 

CONECTE-SE